CLOO
Recursos

Textos

Leia Agora - Oportunidade que Não se Repete!

Hoje é mais uma Black Friday e, como acontece todos os anos, somos bombardeados com e-mails e SMS’s com “oportunidades únicas” de descontos nos mais diversos produtos. 


Durante estes dias, temos realmente acesso a boas oportunidades para comprar produtos que precisamos a baixo preço. Mas, ao mesmo tempo, lojas e marcas aproveitam para utilizar princípios das ciências comportamentais para incentivar o nosso consumo. Perante estas estratégias, podemos acabar por comprar produtos que, de outra forma, não desejaríamos, e por fazer não tão bons negócios.


Na base da estratégia de promoções como a Black Friday está o princípio da escassez. Sabendo que temos poucos dias para aproveitar as ofertas, e que os outros consumidores podem agir primeiro e esgotar o stock, sentimos uma “pressão” extra para tomarmos iniciativa e fazermos as nossas compras. A investigação das ciências comportamentais mostra que, perante este ímpeto, acabamos muitas vezes vezes por fazer compras que, de outra forma, não faríamos.


Outra estratégia usada na Black Friday é a forma como são apresentados os novos preço e descontos. Somos muito sensíveis a pontos de referência, por isso os vendedores querem que atentemos no preço antigo do produto. Assim, se vemos que um computador portátil antes custava 800€, e está agora disponível na Black Friday por 600€, podemos sentir que estamos perante uma excelente oportunidade de negócio. Colocamos o nosso foco nos 200€ que estaríamos a poupar, mas podemos esquecer-nos de fazer perguntas realmente importantes: Precisamos efetivamente de um novo portátil? Este é o modelo mais adequado para as nossas necessidades? 600€ é realmente um bom preço, dadas as caraterísticas do produto?


Estas são apenas algumas das técnicas que vimos ser usadas nesta Black Friday para estimular o nosso comportamento mais impulsivo e automático. Por isso, nada como estar atento e parar um segundo para refletir se realmente estamos a comprar o que queremos e precisamos.